Estou em campanha a favor de entradas antes dos pratos principais em cada refeição. Não é por estar no meio de um ataque de frescurite, mas porque cheguei a conclusão que como muito menos e de modo mais controlado. No lugar de comer o que encontro na geladeira, montar um só prato e esquentar no micro-ondas, faço a mesma coisa – cato o que tem na geladeira, divido em uma entrada e um prato principal e pronto, quem tiver que ficar quentinho vai mesmo para o micro-ondas. Bem realista, nada de cozinha estrelada com caldos e fundos previamente preparados. Apenas uma sequência com bom-senso e que me faz comer menos como na receita de brócolis com queijo ralado a seguir.

No lugar de colocar tudo no mesmo prato primeiro comi um ramo de brócolis morno com um fio de azeite e ralei, na lâmina grossa, um queijo que não conhecia – queijo da montanha, estava junto dos queijos parmesão no supermercado. Levemente menos salgado e muito gostoso. A frescurite ficou por conta dos brotos de agrião que distribui por cima. Poderia e deveria ter retirado os cabinhos, não o fiz para guardar os nutrientes.

Veja a receita de brócolis com queijo ralado