Salada

Verão tem dessas descobertas, e esse não posso deixar de contar, carioca que sou sempre canto muitas músicas de Carnaval na segunda parte das férias. A primeira mais ligada ao Natal tinha outros interesses como o fim das aulas, matrícula, quem passou de ano ou trocou de escola.

Alguns hits fazem parte do repertório carioca de canções para crianças, aparecem músicas com muitas onomatopeias como nas músicas do musical Os saltimbancos, uma adaptação sensacional do conto Os músicos de Bremen dos Irmãos Grimm, imaginada pelo Vinicius de Moraes com a participação de Toquinho, Chico Buarque de Holanda, Nara Leão e Miúcha. Acho que citei a todos os participantes adultos, sem contar a criançada, filhos dos artistas que também participaram, e que hoje são artistas com voz própria como Bebel Gilberto.

– Ouça aqui a trilha original do musical Os saltimbancos

A festa continuou mais um pouquinho, e, como não poderia deixar de ser logo fomos para o centenário repertório carnavalesco. Hoje tive a oportunidade de explicar o que era o hully gully para quem, como a maioria da população mais jovem não tem como saber que era um tipo de dança bem melódica com orquestra ou banda com ênfase nos metais.

­– Vejam aqui como o hully gully era dançado em 1963, com algumas variantes.

– Para ver um pouco do clima cultural pop na época do hully gully e dos desfiles de Miss Brasil leiam o artigo @passarelacultural.

A marchinha, não preciso dizer era a “Mulata bossa nova caiu no hully gully e só da ela” …. e em seguida lá vem o “cocococococoró, cocococococoró , o galo tem saudades da galinha carijó”. Pois é, nesse momento, resolvemos olhar a letra completa e… que delícia! A música não é para criancinhas, está mais para a hora do recreio no colégio! Vamos cantar? Só deu tempo de fazer uma saladinha verde.

– Para ouvir a gravação histórica, clique aqui.

Co, Co, Co, Co, Co, Co, Ró / Marchinha Do Grande Gallo

Lamatine Babo e Paulo Barbosa

O galo de noite cantou

e toda gente quis ver o que aconteceu

Nervoso o galinho respondeu:

Co, co, co, co, co, co, ró a galinha morreu!

Co, co, co, co, co, co, ró

Co, co, co, co, co, co, ró

O galo tem saudades da galinha carijó

A minha vizinha também certa noite gritou

Toda gente acordou

Nervoso o marido respondeu:

Co, co, co, co, co, co, ró

hoje o galo sou eu!

A letra foi publicada no site Vagalume na versão da Carmen Miranda