www.cozinhadamarcia.com.br

Hoje fiz um bolo de fubá para compensar uma tentativa fracassada de bolo de chocolate com figos secos. Nada deu certo. A massa não esquentou no seu interior, e tudo o que consegui depois de mais de uma hora no forno foi um gigantesco petit gâteau que só deu para comer na hora do jantar e, ainda assim, só mesmo as bordas que não gosto de bolo cru.

Para recuperar a minha paz de espírito resolvi voltar ao reconfortante bolo de fubá com laranja. Foi uma boa escolha. Modifiquei um pouco a receita, utilizei uma quantidade menor de manteiga e uma quantidade maior de suco de laranja. Deu certo.

Existem tantos bolos de fubá quantos cadernos de família. Se em um primeiro momento o bolo era preparado a partir de um mingau, primeiro cozido no fogão para em seguida se acrescentar os ovos, hoje em dia não é mais necessário cozinhar a massa, o fubá já foi escaldado no moinho, antes de ser embalado. Eu ainda vi uma maneira caipira antiga de se amassar o açúcar com a manteiga com os dedos para em seguida se acrescentar o fubá cozido no leite quente e por fim juntar as gemas e as claras em neve batidas com um garfo. O sabor é diferente e sempre acho que vale a pena experimentar diferentes tipos de fubá com receitas diferentes e sabores mais variados.

Veja a receita de Bolo de inglês de fubá.

Veja muitas receitas diferentes de bolo de fubá da Cozinha da Marcia.

Clique para assistir  ao vídeo de um biscoito do período colonial brasileiro.

 + sugestões de batedeiras no Shopping