www.cozinhadamarcia.com.br

Demorei um certo tempo até pegar a mão certa para a massa e o molho chegarem à mesa perfeitamente casados, cremosos, com uma liga que eu não conseguia fazer. Comprei vários livros de cozinha italiana, uma amiga italiana fez a massa comigo e fiquei em pé ao lado de um cozinheiro em Florença, na Itália. E, cheguei quase lá. Sou lenta para algumas técnicas, mas depois que aprendo, ninguém me segura. Finalmente aprendi, e ficou perfeito, como o da foto ao lado.

Repito aqui o que eu vi no restaurante, primeiro fiz o molho, pode ser qualquer molho, esse é um de carne moída e tomates. Pode ser feito no dia ou na véspera. No dia seguinte, cozinhei a massa em uma panela com bastante água e aqueci o molho em outra. Idealmente, o molho seria feito na hora. Mas nem sempre é possível. Ao esquentar o molho eu acrescentei algumas conchas da água do macarrão.

E, aí vem o grande detalhe: o macarrão deve cozinhar apenas até dois terços do tempo necessário na água e sal. Ele vai acabar de cozinhar no molho quanto terá a oportunidade de absorver o molho e ao mesmo tempo soltar o amido do trigo da massa e engrossar o molho. Pode juntar mais um pouco de água para o molho ficar cremoso e, no último momento, misture uma colher de chá de suco de limão siciliano. Sirva e então polvilhe com pouco queijo ralado, digamos que seria a mesma quantidade que se polvilharia um pouco mais de sal.

Veja aqui receitas da Cozinha da Marcia que as crianças adoram.