www.cozinhadamarcia.com.br

O waffle era um tipo de doce que se comia nos finais de fim-de-semana, isso no Rio de Janeiro de minha infância. Ou então, em ocasiões especiais como uma ida ao dentista – naquela época considerado uma atividade extremamente estressante para as crianças (não me perguntem a razão).

As Lojas Americanas tinham um balcão estilo dinner americano onde serviam sundaes, waffles e cachorros-quentes. Sim, tinham também bananas Split – três bolas de sorvete uma banana cortada ao meio arrumada em uma espécie de barco de vidro com calda de chocolate, de caramelo e calda de marshmellow e castanha de caju picada por cima. Acho que também serviam milk-shakes de chocolate, morango e baunilha. Mais alguns locais também tinham waffles no cardápio.

Waffles ganharam fama de algo que engorda, para ser degustado ou melhor empapuçado (odeio o termo, mas é a verdade) com caldas, sorvetes, geleias e quilos de qualquer doce. Um grande engano. Por isso sumira, só que agora estão de volta em sua versão clássica e com novas variações até mais saborosas.

Eles podem ser preparados com farinhas diferentes, com ou sem gluten, e até sem farinhas, apenas com purês de batata doce ou de inhames e carás. A gordura pode ser de coco, manteiga, azeite, óleo vegetal, enfim qualquer uma. Dê uma olhada nas receitas a seguir e a partir delas recomendo que invente a sua receita.

Receita de waffle tradicional

Receita de waffle com farinha integral

Veja fotos de pinturas e aparelhos de waffle antigos.

Quer enviar a sua receita de waffle para @CozinhaDaMarcia?
Pode mandar a foto com a receita para marcia@cozinhadamarcia.com.br que eu divulgo ou só colocar a sua receita nos comentários do site – nos comentários não consigo colocar as fotos dos seus waffles.

Sobre a maquineta de fazer waffle, eu comprei a segunda menos cara que encontrei na loja, mas pode comprar a mais barata – todas funcionam mais ou menos da mesma maneira – primeiro esquentam, depois coloca-se a massa sobre a chapa, fecha-se e espera-se em torno de 20 minutos. Abra apenas depois de 10 minutos. A massa tem muita água e vai sair um vapor danado enquanto cresce, depois desse tempo é que realmente começa a dourar.

O interessante é que essa receita é uma experiência tranquila – a cada vinte minutos dois waffles ficam prontos na maquineta com uma massa que foi preparada na véspera e descansou. Tentei fazer os waffles sem o tempo de descanso, mas o sabor da massa fica muito mais rico em aromas quando os preparei no dia seguinte. A receita pode ser congelada e os waffles podem ser reaquecidos no forno ou em uma torradeira elétrica.