www.cozinhadamarcia.com.br

Aqui no Brasil vamos aos poucos deixando de lado as boas heranças da cozinha portuguesa com muitos pratos cozidos sem gordura e pouco temperados. Temos uma tendência a preferir os petiscos e os salgadinhos fritos. Não se come mais as caldeiradas de peixe que foram substituídas pelos bobós, mais pesados, e os doces de ovos, esses coitados, viraram uma ameaça à saúde. Mexendo em umas receitas antigas e também olhando as receitas portuguesas, existe um livro maravilhoso da Maria de Lourdes Modesto, a Cozinha Tradicional Portuguesa, que merece cada tostão gasto, custa 60 euros na Fnac em Portugal, percebi que estava na hora de fazer um bom pão-de-ló.

Infelizmente eu não tenho uma forma de barro tradicional para assar o pão-de-ló, então tirei uma média e resolvi que estava na hora de fazer as pazes com umas formas forradas com antiaderente. Fiz a receita como manda o figurino, deixei os ovos batendo por meia hora na batedeira e depois só finalizei. Deu certo e o trabalho foi quase nenhum. Parece que estamos comendo um pedaço de uma nuvem.

INGREDIENTES

Para um pão de de ló com 22 cm de diâmetro
4 gemas
4 ovos
1 / 4 de colher de chá de sal
1 xícara | 220 g de açúcar
1 e 1 / 3 de xícara | 155 g de farinha de trigo


MODO DE PREPARO

Aqueça o fogo em temperatura baixa, 180o C. Os ovos e as gemas devem estar em temperatura ambiente. Bata as gemas e os ovos com a pitada de sal por 30 minutos, isso mesmo – meia hora contada no relógio, com uma batedeira em velocidade alta. Utilizei uma batedeira com suporte, assim só após o tempo necessário voltei para terminar o pão de ló.

Após esse tempo os ovos se transformam em um creme. Junte o açúcar e bata por mais dez minutos. Polvilhe a farinha por cima da massa e misture com uma espátula, fazendo movimentos circulares do fundo para cima até a farinha ser absorvida.

Distribua a massa em formas individuais com cinco centímetros de diâmetro ou em uma única forma com 22 centímetros de diâmetro.

Asse o bolo até que doure, mas atenção o pão de ló não usa fermento e, por isso, ele não cresce. Ele assa e cresce um pouco na forma enquanto assa e encolhe um pouco enquanto esfria. As formas pequenas, aqui em casa, assaram em 15 minutos. O bolo da foto foi feito com o que sobrou da massa que usei para os bolinhos. Assou em 20 minutos.


Fotos

  • Foto
  • Foto
  • Foto
  • Foto
  • Foto
  • Foto