www.cozinhadamarcia.com.br

Geringonça para quem não se lembra, eu tirei essa palavra do fundo do baú do meu pai, é algo que não funciona muito bem por ser muito improvisado. A palavra agora faz parte de um grupo grande de outras que caíram de uso como enceradeira ou de facas elétricas que junto com os objetos que descrevem. A enceradeira imagino que apenas os museus as guardem como exemplo de modernidade do século XX.

Agora as geringonças andam soltas por aí, ou melhor produtos de toda espécie, pequenas invenções com um design ruim, feiosas e no entanto muito práticas. E, comprei uma delas. O preço foi em torno de seis reais. A minha nova geringonça, made in China, é um cortador de legumes capaz de produzir fatias finas de cenouras, nabos, batatas, batatas doces, carás, sem contar alegria que é cortar peras e maçãs para serem mergulhadas em massa de tempura e servidas com mel.

A primeira receita foi uma salada de cenoura com uma redução de vinagre balsâmico. Fiquei muito feliz com o meu novo cortador, perfeito para cozinhar em casa para apenas duas pessoas, sabem como é, cozinheiras adoram alimentar muita gente…

Para ver a receita de salada de cenoura clique aqui.