www.cozinhadamarcia.com.br

Cheguei da Itália e, como não poderia deixar de ser, adorei a viagem, adorei as paisagens, os passeios – eu fiquei 20 dias em Florença, e principalmente adorei a comida. Tudo fresquíssimo e saboroso e, tem mais um detalhe muito importante, as refeições obedecem a uma sequência de pratos para serem saboreados em uma curva de sabores, do mais delicado ao mais forte.

Primeiro come-se uma entrada, pode ser uma torradinha com um bom queijo ou fatias de berinjela bem temperadas, uma ou duas fatias de um presunto ou um salame. Em seguida, ainda pela sequência clássica, um prato de massa com um tempero leve. A quantidade de molho também é pouca, ou melhor adequada, nada de empapar a massa. E, mais um prato o segundo como o chamam. No cardápio, os pratos de peixe e de carne aparecem em listas separadas. Depois queijos e doces, café e um licor.

Não acredito que todos comam toda a sequencia diariamente, mas vi que muita gente come apenas a massa e uma carne ou só um pãozinho com uma cobertura, chamado de bruscheta, seguido de um peixe ou só uma salada. Os ingredientes são sempre muito saborosos e bem cuidados. Para se comer a sequência completa é preciso ter um certo tempo para cozinhar e outra dose de tempo livre para se comer.

Aqui, resolvi que por algum tempo vou fazer um primeiro prato – vamos ver enquanto dura. Reparei que a quantidade de massa servida é pequena, e o tempero muito delicado. Gostei das massas recheadas com ricota e espinafres ou com uma couve da folha crespa levemente molhadas com azeite, creme de leite e algumas folhas de sálvia. As ervas frescas e os demais temperos são sempre frescos e acrescentados no final. Para começar fiz um espaguete que terminou de comer no próprio molho.

Receita de espaguete com molho preparado com apenas um tomate.

Receitas de massas da Cozinha da Marcia.