www.cozinhadamarcia.com.br

Cheguei  na quinta passada de Londres e, na terça anterior fui almoçar em um lugar muito bom. Aliás, impecável, comi em um balcão, no meio de uma loja de departamentos onde fui comprar um doce turco chamado de Lokum, é uma geléia, cortada em quadrados, normalmente disponível em restaurantes arabes e armênios em São Paulo. Aviso logo que as feitas aqui são grosseiras e mal acabadas, eu as como com frequência por que são as únicas que encontro. Adooro.

A loja é o Harrod’s e a sua área de alimentação tem comidas e comidas e delícias da melhor qualidade do mundo inteiro. Essa é das árabias mesmo, com todos os tesouros de consumo possíveis. Bom, é o único local que eu conheço em Londres que vende o famoso Turkish Delight, tentei outros e deve certamente ter algum outro importador. Fiquei com fome e fui almoçar. Sentei em um dos diversos balcões que oferecem comida. Estava com fome e depois de muitos dias comendo muito bem, e bebendo com igual qualidade, vai ter outro post sobre o assunto, precisava de algo um pouco zen.

Zen quer dizer um só prato, um pouco neutro com toques picantes na medida certa para eu voltar ao meu ritmo interno. Pura teoria das aguinhas, como diria minha mãe, zero fundamento científico. Comecei bem, o restaurante é parte de uma enorme cadeia chamada  Mango Tree.

O balcão e o banco são bem calculados, não precisei ficar empuleirada nas alturas. Dois pés inteiros no chão que é como se deve comer. Pedi um chá de jasmim para beber, daquele que abre a flor dentro do pote de água fervendo e é um pouco amargo.

E, agora vem o zen do almoço, uma sopa com wontons com recheio de camarão preparados no vapor e aquecidos no que foi com certeza o caldo de galinha (não é de frango não, minha gente!) mais limpo, claro e com o melhor sabor que eu já comi. O pote branco com os três enroladinhos de massa branca levemente rosada onde fica o recheio pareciam de porcelana, foi uma revelação.

Os wontons, bolinhos de massa de farinha bem fina, são salgados preparados com diferentes tipos de recheio, podem ter vegetais, camarões, carne de porco bem picante ou massa de tofu. Eu escolhi o recheio de camarões. A massa precisa ser bem aberta até ficar quase transparente para deixar entrever o recheio. Nem sempre isso acontece. Eles podem ser cozidos no vapor ou fritos, com muitas nuances resultado de uma cozinha milenar e sofisticada, cada recheio é acompanhado por outro tipo de molho e o tamanho também pode variar de acordo com a ocasião.

A minha sopa veio acompanhada de uma pequena tigela baixa com um molho de  pimenta malagueta ou seria sechuan picada em pedaços invisíveis suspensa em uma gelatina para temperar os bolinhos.

Fiquei pensando se os europeus não aprenderam a fazer caldos claros, clarificados a partir do século XVI com os chineses e demais orientais. Talvez soubessem fazer algo tão delicado, mas não vamos descobrir, os livros de cozinha antigos eram escritos para profissionais e quase nunca ensinam o método de preparo, o tempo de cozimento ou a sequência que os ingredientes podem ou devem ser acrescentados.

Mas, uma vez em Londres visite a Harrod’s pelo seu prédio e especialmente por sua área de alimentação com comidas de primeira qualidade do mundo todo.