Fora de São Paulo e comendo por aí encontro pequenas delícias, em restaurantes gostosos e por se tratar dos Estados Unidos, a noção de conforto aparece em primeiro lugar. As cadeiras, generosas, para pessoas de todos os tamanhos, em mesas grandes, mas que nos deixam falar em voz baixa com quem está do outro lado da mesa, e guardanapos de tecido pesado e bem engomados ficam bonitinhos no colo.

O almoço a americana é muito bom, ontem comi uma fatia de lombo de salmão grelhado com uma salada de verdes variados. Pode parecer uma receita simples, mas não é bem assim. A posta de salmão era recoberta por uma delicada camada de pimenta moída que de tão fina parecia um fubá vermelho torradinho na grelha. Ardia que era uma delícia. O peixe estava, por assim dizer, esticado como uma ponte sobre um mar de salada muito bem misturada. Salada verde qualquer um faz. Mas um molho delicadamente temperado com creme de leite, um pouco de açúcar, hortelã, e com água mineral gasosa para aumentar a sensação de leveza e apagar o incêndio na língua, poucos sabem fazer. Experimente as receitas a seguir.