No Brasil, com o clima ameno e uma rede de abastecimento grande aconteceu certa padronização no fornecimento de certos alimentos. Fora as frutas, que comemos bastante na época, não tomamos o leite novo ou batemos bolos com os ovos de maio, por exemplo, quando quem sabe seriam mais saborosos? Já pensaram em arrozal com região demarcada? As batatas novas não nos avisam mesmo que estão à venda. Uma pena, o moço da barraca das batatas na feira, por mim, deveria colocar um enorme cartaz: elas chegaram!

Então deixamos de comer certas frutas e até outros produtos de acordo com a estação. Nos lugares em que as estações do ano são cultivadas como fonte de alimentos é uma enorme alegria para o paladar. A cada vez que chegamos por lá, e lá é na Europa, descobrimos que por aqui também poderíamos ficar mais atentos e também aproveitar melhor muitos pratos gostosos.

A minha grande surpresa esse ano foi chegar a Paris e encontrar em muitos restaurantes – servidos como uma iguaria, um arroz doce sem a menor frescura. Era o final da Primavera, quase Verão. Um sucesso a sobremesa, cheio de franceses compartilhando a sobremesa para dividir as calorias. Acho que devemos fazer a mesma coisa. Bom proveito!

Clique para ver a receita de arroz doce e arroz doce de manga