O título desse post deveria continuar ainda com mais um ou dois sabores e é só. Isso mesmo, a sorveteria que fui hoje tem apenas os sabores do dia. Ela fica em uma esquina no final de uma ponte linda, a Santa Trinitá aqui em Florença. A cidade é atravessada por um rio enorme, o rio Arno, que de vez enquando enche e molha todos os tesouros do renascimento. Ela  não é a mais velha a cortar a cidade, é arejada e dá para ver bem o rio. Foi destruída na Segunda Guerra pelos alemães e reconstruída tal e qual.

A ponte mais velha como o nome diz – Ponte Vecchio, sobre o Rio Arno, é diferente de todas as que eu já vi, ela é a continuação de uma rua de comércio, com uma série de lojas ainda sobre a ponte que vendem jóias. Nunca vi tantas vitrines brilhando juntas. O excesso traz a banalidade e quase todas as lojas, fora uma ou outra pareciam vender bijuterias.

O lugar dessa sorveteria é um dos pontos por onde todos os turistas passam e, ainda assim o sorveteiro tem a segurança de apenas produzir aqueles sabores. É claro que também tinha uma bandeja com sorvete de café, outra de chocolate e mais uma com avelãs, um sabor típico daqui. Bem na frente da geladeira, mais perto do público, estavam os sabores do dia. As nossas sorveterias deveriam aprender com os mestres daqui – fiéis ao seu conceito, até mesmo as portinhas que vendem sorvete de casquinha para turista tem poucos sabores que variam durante o ano. Puro prazer!

Estou de férias e só penso em ver a arte italiana do Renascimento, que teve aqui um de seus centros mais importantes junto com Roma, e em comer sorvetes. Feliz Ano Novo a todos!

Gelateria Santa Trinita, Piazza Frescobaldi 11.