Comer jiló sem o gosto de antigamente é vencer um preconceito e subir um degrau na escadinha gastronômica

Reparem na forma linda e na cor vibrante do jiló

A maior parte das pessoas que não gosta de jiló, sobretudo aquela turma que garante que detesta boa parte nunca provou. A culpa? É de todas as tias-bisavós que tinham passarinho na gaiola e enfiavam um pedacinho na grade.

Amarguinho, e lindo, reparem como a casca tem tons de verde vibrantes, é uma excelente fonte de sais minerais. E, poderia ser preparado cozidinho com sal, e nesse caso fica meio mole na boca, há quem goste, por isso é melhor não falar mal dessa maciez!

Mas como fazer um bom jiló, preparado de modo contemporâneo, servido geladinho e ainda por cima pronto poucos minutos? Atenção, e sem o amargor que aparece muito mais quando cozido. Simples, sirva-o cru. Isso mesmo. Corte o jiló em lâminas finas e tempere-o na hora de servir.