Olha ele aí, pessoal!!! É Carnaval!

A parte mais interessante da Internet é que em momento algum precisamos fazer tudo de modo isolado. A vantagem e o segredo das redes sociais é que tudo pode ser compartilhado.

As redes nos permitiram mostrar como não estamos sós e, o que eu gosto e muito, sempre podemos dividir os fardos, como a morte de uma pessoa querida, ou as nossas alegrias. Sem contar os comentários de quem não esperávamos. Pois é, pedi ajuda aos meus amigos do Facebook para saber se existe na cozinha brasileira algum prato típico de Carnaval.

Fui premiada com respostas deliciosas, da minha sobrinha que imediatamente lembrou da cachaça, a uma amiga encalorada que só conseguia falar de mate e cerveja. Outra lembrança especial, aliás, foi uma canja servida para repor as forças depois do baile em Santos. A canja ganhou com mais de uma citação.

Carnaval é diversão séria, e as mães se preocupavam com a saúde dos filhos foliões. Eu me lembrei que minha mãe quando me pegava no fim do baile em Teresópolis, me cobria com um poncho, para evitar o sereno.

A seguir boas receitas para aplacar a sede, a fome, e os efeitos do dia seguinte.

Aproveite para ouvir a gravação original de Abre Alas de Chiquinha Gonzaga. Clique