www.cozinhadamarcia.com.br

Os enochatos torceram o nariz. Eu vibrei! A nova minissérie da Globo, “Amores Roubados”, que fez sua estreia na última segunda-feira (dia 6) e segue até a próxima sexta (17), colocou o vinho como personagem principal. Mais: o vinho brasileiro, elaborado no Vale do São Francisco, entre os estados da Bahia e Pernambuco. Todas as imagens relacionadas aos vinhedos e à vinícola foram feitas em Petrolina (PE), na Rio Sol, da Vinibrasil, do Grupo Global Wines/Dão Sul. Até a casa da família protagonista da trama, proprietários da fictícia vinícola Vieira Braga, é da Rio Sol.

As imagens captadas na sala de barricas e os vinhos e espumantes degustados são todos (apesar dos rótulos mascarados) da vinícola brasileira, controlada por um grupo português. “A repercussão é enorme entre os turistas do Brasil e do mundo”, me disse, entusiasmado, o diretor da Vinibrasil, João Santos. “Os atores ficaram três meses aqui na região, vindo quase todos os dias à vinícola”, conta. Segundo João Santos, todos os lançamentos da minissérie no Nordeste e no Rio de Janeiro tiveram a presença dos vinhos e espumantes da Rio Sol. Isso tudo sem a empresa investir um centavo.