www.cozinhadamarcia.com.br

Os grãos da fécula da mandioca além de cheios de histórias podem ser utilizados em bem mais do que apenas sobremesas infantis

Faz um tempo que penso e preparo pratos com tapioca em granulada. Nem todo mundo gosta, é mais para digamos a turma que aprecia um bom mingau. Muita gente acha que como diz uma conhecida, é um ingrediente que enche a boca, como o sagu que aqui também é de mandioca, ou melhor, fabricado a partir do polvilho, também chamado de fécula.

Há muitos anos caiu em minhas mãos um livro lindo sobre a tapioca, ali descobri que foi um dos primeiros produtos industrializados no Brasil. Fiquei encantada ao descobrir que bem ali no Porto da Estrela no Rio de Janeiro, tinha uma fabrica de produtos de mandioca e aipim.

Pois bem, o dono era um francês que assim que pode transferiu a sua fábrica e a plantação de mandioca para as colônias africanas e caribenhas da França. E, até hoje a tapioca é usada na culinária caseira como fécula para engrossar papinhas infantis.

O livro, no entanto é mais interessante do que só essa história, traz receitas com tapioca granulada e sagu, que fora daqui ganha um nome lindo – pérolas de tapioca e pode ser encontrada em tamanho grande e pequeno. Inclusive uma receita de sagu salgado, que ele chama de caviar, do chef e criador Alex Atalla.

Pena que nossos fabricantes se esforcem tão pouco para enriquecer as nossas prateleiras de supermercado não só com novos produtos, mas pelo amor, com embalagens mais bonitas e interessantes e informativas, cansei das eternas receitas que começam com abra uma lata de leite moça e misture com um copo de qualquer outro líquido.

O livro aqui no Brasil está esgotado, o que é uma pena; Tapioca, o autor Jean des Cars. Então, se achar em um sebo, não hesite, compre o livro.

Experimente o sebo online Estante Virtual, ele reúne livreiros do país inteiro.

Para quem quiser encomendar na Fnac francesa, clique

Receitas com tapioca da Cozinha da Marcia

Tapioca de coco com calda de framboesas e amoras

Sagu de laranja