Algumas famílias no Rio de Janeiro preparam um bolo de chocolate que é muito mais uma torta. Macio, desmancha na boca e tem um sabor forte de chocolate. O seu nome é muito funcional, chama duzentos, na verdade deuxcents, em frances. Quer dizer duzentos gramas de cada uma dos ingredientes principais. Mais direto impossível.

O sabor depende da qualidade do chocolate. O melhor é usar um chocolate amargo. Aquele chocolate meio amargo de antigamente, também é bom e pode ser utilizado. Só que agora é possível comprar chocolates com sabores mais interessantes, feitos com cacau de lugares como a Venezuela, o Equador, orgânico da Bahia. O melhor seria fazer um bolo por dia, para poder comparar os sabores.

Fiz um bolo hoje à noite com um dos chocolates de origem conhecida. O resultado foi bem mais elegante e sofisticado com aromas ricos e variados. Acontece que essa é uma sobremesa diferente, ela é um bolo e ao mesmo tempo uma torta, pode servir morno com creme de leite. Não serviria com um sorvete, me parece meio banal. O chocolate perde a sua dignidade e ganha um competidor que normalmente é muito popular.