A nossa vida gastronômica, se repararmos bem, passa por diversas fases. Essas ondas, algumas maiores outras pequenas marolas, em geral tem uma boa justificativa. Em determinado momento achei que o melhor era deixar de comer carne vermelha, e de fato se não parei, reduzi drasticamente.

Em outras fazes eu resolvi que aprenderia a fazer o fermento de pão, lá fui eu testar tipos diferentes e enchi a casa de potinhos de água com passas, suco de uva com farinha e uma série de outras esperanças que as bactérias ali desenvolvidas fariam os meus pães crescerem e ficassem muito bons. Alguns ficaram deliciosos.

Assim, quando ouvi falar de uma dieta sem lactose, pensei em leite de soja e naturalmente em sorvetes. Ficam mesmo muito bons. Mais leves do que os que usam creme de leite.