Com todos esses anos de experiência na cozinha tenho uma lista de alimentos os quais nunca me interessei muito em preparar. O polvo é um deles. Gosto de preparar lulas e posso ficar um tempão limpando-as e pensando em receitas gostosas. Mas polvo nunca tinha preparado. No Leme, que é o posto zero da praia de Copacabana, era comum ver mergulhadores com dois ou três polvos presos no arpão. Pegavam no mar próximo às pedras do Forte Duque de Caxias. Catávamos mariscos também, algumas vezes nos diziam que estavam poluídos, mas a diversão era boa.

A receita a seguir é de Polvo à provençal, e foi tirada do grande dicionário de gastronomia francês, o Larousse Gastronomique. É muito fácil de ser preparada. Para os iniciantes basta um pouco de coragem!