Reconhecido no mundo inteiro, Vale dos Vinhedos vive mais uma vindima, uma das principais épocas do ano para o enoturismo no destino

Há uma semana da abertura oficial da vindima no Vale dos Vinhedos, cores e aromas já anunciam uma safra de muita emoção e experiências inebriantes. Enquanto a rotina é intensa nas 450 propriedades que cultivam uva no roteiro, empreendimentos apostam em atrativos para seduzir os mais de 60 mil turistas que deverão visitar o Vale até o final de março. Reconhecido, entre outros, pela União Europeia desde 2007 e agora pela revista americana Wine Enthusisiast como um dos 10 melhores destinos enoturísticos para se visitar em 2013, o Vale dos Vinhedos é atração o ano inteiro, mas é no verão, devido ao apelo da colheita da uva, que o destino vive uma de suas principais épocas do ano.

Apesar de a abertura oficial da vindima estar programada para o dia 02 de fevereiro, a colheita já está em andamento, principalmente em razão do adiantamento da safra em cerca de 20 dias. Este mês foi a vez de colher as uvas americanas, utilizadas para a produção de suco de uva, além das viníferas como a Chardonnay e a Pinot Noir, ideais para o vinho base espumante. O auge da safra, quando são colhidas as uvas que originam os melhores vinhos, é aguardado para os meses de fevereiro e março, quando as variedades mais tardias, como Merlot, Tannat e Cabernet Sauvignon, por exemplo, atingem seu ponto máximo.

 As 31 vinícolas que integram a Associação dos Produtores de Vinhos Finos do Vale dos Vinhedos (Aprovale) respondem por 20% da produção nacional de vinhos finos e 25% de espumantes, o equivalente a uma média anual que gira em torno de 12 a 14 milhões de garrafas. Esta é a primeira vindima do Vale depois da obtenção da Denominação de Origem – única de vinhos no Brasil -, mas o controle de produção é uma prática que acompanha os produtores há safras.

 <b>Incremento ao enoturismo</b> – Para celebrar a vindima, a Aprovale lançou o programa Dia & Noite Vale dos Vinhedos, que iniciou às vésperas do Natal e segue até 17 de março integrando o Bento em Vindima. A iniciativa, além de reforçar a programação durante as festas de final de ano, também incrementa as atrações para o período da colheita. A principal novidade foi o prolongamento do horário de visitação em vinícolas, proporcionando ao visitante a experiência de visitar as empresas também à noite. Com isso, cresceu o número de atrativos como jantares harmonizados, colheita noturna, visitas guiadas, entre outros.