INGREDIENTES

1 quadradinho de de fermento fleischman esfarelado
1 colher de chá de açúcar
xícaras de água morna
Cerca de 3 e 3/4 de xícara de farinha de trigo
2 xícaras de farinha de centeio
1 colher de chá de sal
1 colher de sopa de mel


MODO DE PREPARO

Prepare o fermento: em uma tigela bem grande ( a massa do pão vai ser preparada nela) coloque uma xícara de água morna ( a temperatura precisa estar ligeiramente acima da temperatura do corpo, coloque as costas da mão na água para testar), o açúcar e o fermento esfarelado. Cubra com um pano e deixe crescer por 15 minutos. A água vai fôrmar umas bolinhas e um pouco de espuma - se não fizer isso o fermento não está bom.

Depois desse tempo adicione 2 xícaras de farinha de trigo e 1 de centeio e trabalhe a massa com uma colher de pau no inicio e depois com a mão. A massa fica pegajosa. Cubra a tigela com um pano umido. Coloque perto do fogão e deixe crescer por 30 minutos. Ela vai dobrar de volume. Se o fermento estiver fresquinho e não precisar ser testado esta etapa pode ser combinada com a etapa 1. Esta parte da massa pode ser a matriz de fermento para outros pães - separa um pedaço do tamanho de um pão francês e deixe coberto por um filme plástico na geladeira. No fim explico direito.

Prepare a massa: dissolva o sal em uma xícara de água morna. Adicione alternadamente à massa com a xícara de centeio restante. Trabalhe a massa incorporando a farinha de trigo (1 e 3 / 4 de xícara) restante e o mel. Trabalhe a massa, dentro da tigela, da parede para o centro, a massa nesse ponto ainda é molhadinha e pegajosa, adicione um pouco mais de farinha de trigo só para soltar da mão. Coloque a massa sobre a mesa de trabalho polvilhada com farinha de trigo e amasse esticando com a parte da mão perto do punho. Assim o glúten vai expandir - faça isso umas 6 a 7 vezes em direções diferentes, sempre fazendo a bola de massa entre cada esticada. É bem rapidinho esse movimento. Retorne a massa para a tigela, cubra com o pano e deixe crescer por 40 minutos.

Coloque a massa na messa e trabalhe ela apertando para baixo para soltar o excesso de ar. Não demore mais que um minuto. Adicione as passas ou damasco picado ou nozes ou azeitonas, cerca de uma xícara. Forme um pão grande redondo ou 2 menores (vocês comeram um desse tamanho) . Coloque em um tabuleiro polvilhado com farinha, cubra e deixe crescer por mais uma hora. A massa vai crescer mais um pouco e perder o amargo do fermento.
40 minutos antes de assar aqueça o forno bem alto. Faça alguns cortes na diagonal, com cerca de meio centímetro de profundidade ema cima do pão - assim a casca não vai quebrar. Asse por 20 minutos, abaixe o forno para médio, gire a assadeira 180 graus ( o fundo do forno é mais quente, o pão assa por igual) e asse por mais 20 minutos. O pão está pronto quando a gente dá uns tapinhas nele e faz um barulho de coisa oca. São no total 3 horas até ficar pronto.

Parece que dá muito trabalho, mas não dá. Leva tempo crescendo sozinho. O que precisa é estar de olho no relógio. A vantagem desse pão é que a massa serve de matriz para os próximos. Se quiserem assar mais rápido é só fazer vários pãezinhos do tamanho do pãozinho normal.


Fotos

  • Foto